Educação

PUFV é avaliado em Selbach
10/12/2015date_range Redação Sistema EPUperson
PUFV é avaliado em Selbach

Fonte: Selbach

Neste ano com o propósito de reconectar, reenergizar e realinhar o programa “A União Faz a Vida”, aceitamos uma proposta inovadora, realizando assessorias diretamente nas escolas, dialogando seguidamente com os professores para traçarmos a “expedição investigativa” ou o “passeio curioso” e alinharmos os projetos, contando com as assessoras Rita de Vargas de Charqueadas e Patrícia Brum de São Leopoldo, da Fundação Sicredi, com o apoio da Coordenadora Local do Programa professora Ester Wendling, da Secretária Municipal de Educação professora Hildegard Müller, das Coordenadoras nas escolas Angela Ekstein, Ida Gattermann, Ligiane Plentz, Cirlei Prediger, Cleci Fritzen, Lisete Klassmann e Núbia Sestari, com a Assessora de Programa Sociais do Sicredi, Laís Paulata e do Gerente da Unidade de Selbach André Reis, para que realmente aconteça a promoção da CIDADANIA, COOPERAÇÃO, IDENTIDADE E PERTENCIMENTO, dentro do contexto escolar, social e comunitário.

Na tarde do dia 08 de dezembro, este grupo esteve reunido na Secretária Municipal de Educação, juntamente com a prefeita em exercício Stelamaris Gobbi, para avaliar o trabalho realizado nas escolas referente ao Programa “A União Faz a Vida”(PUFV).
Todos os presentes falaram dos seus sentimentos em relação ao trabalho e das boas práticas em 2015. Também foram elencadas ideias brilhantes para 2016 como possíveis sugestões e metas. E ainda fez-se uma retrospectiva de como foi a assessoria do programa neste ano com sugestões para 2016.

A partir do levantamento feito neste encontro, juntamente com as avaliações realizadas pelos professores que participaram do programa, será traçada a metodologia de trabalho para o próximo ano.

No município de Selbach, todas as escolas participaram do Programa “A União Faz a Vida”, sendo desenvolvidos em torno de 28 projetos, que foram apresentados a comunidade escolar durante as socializações que aconteceram em cada escola.
De acordo com a professora Ester, a necessidade de inovação na educação é indiscutível e parece que a grande maioria dos professores concorda.

Percebemos que o modelo educacional que conhecemos atingiu ou está atingindo seu prazo de validade. De que não podemos mais ficar presos ao modelo tradicional. E tendo profissionais preocupados com o crescimento integral dos nossos alunos, com sua transformação em cidadãos, com sua formação humana, que sejam capazes de apropriar-se de conceitos de forma criativa, autônoma, eficiente, que sejam capazes de selecionar suas ações em prol do bem comum faz-se necessário compartilhar, pois a educação não é um fenômeno que acontece exclusivamente na escola, esta não consegue sozinha realizar a tarefa de formar integralmente as pessoas.

Uma das propostas do Programa é a criação da Comunidade de Aprendizagem, para fazer educação, levando em consideração novas formas de produção de conhecimento. Nessa compreensão, além dos educadores e gestores, as crianças, os adolescentes, os familiares e os membros da comunidade, participam dos projetos educativos. Toda a comunidade pode ser mobilizada, na medida em que participa, intervém, planeja, avalia e acompanha a trajetória educativa dos seus cidadãos. Fonte: Assessoria de Comunicação de Selbach. 

 

Redação Sistema EPU
Publicado por Redação Sistema EPU

Editoria

PUFV é avaliado em Selbach

Veja Também

Enviando