CADERNETA DE VACINAÇÃO: Saiba mais sobre a importância do documento

Vacinacao

Todo bebê quando nasce recebe na maternidade a caderneta de vacinação. O documento foi criado pelo Ministério da Saúde para registrar as vacinas que a criança tomou e as que ela precisa tomar. Como a quantidade de doses é muito grande, o calendário de vacinação deve ser sempre acompanhado por um profissional de saúde. É o que explica a coordenadora do programa nacional de imunização do Ministério da Saúde, Carla Domingues:

“Cada vacina geralmente tem mais de uma dose a ser aplicada, então ela precisa tomar duas, três, as vezes mais um reforço. Por isso a necessidade da mãe estar sempre levando ao posto de saúde para que se atualize a carteira de vacinação.”

A dona de casa Débora Oliveira é mãe de gêmeas de um ano e meio de idade e presta bem atenção no que está escrito na caderneta de vacinação das filhas.

” As duas tomam tudo no mesmo dia. E a caderneta separada a gente só preocupa de estar anotando na caderneta correta. É bom na hora que está aplicando em uma ter certeza de estar anotando na caderneta dela . Eu tenho essa preocupação.”

Logo que nasce, a criança é vacinada ainda na maternidade contra a tuberculose e a hepatite B. O Ministério da Saúde informa que entre dois e seis meses de vida, ela tem que tomar mais três doses contra  a hepatite B. A coordenadora do programa nacional de imunização do Ministério da Saúde, Carla Domingues, fala da importância dos reforços da vacina da hepatite B e de outras doenças.

TEC/SONORA: coordenadora do programa nacional de imunização do Ministério da Saúde, Carla Domingues

“O organismo da criança não tem a capacidade só com uma dose de vacina  fazer com que essa vacina garanta a imunidade para aquela doença. Por isso a necessidade de dois, três ou mais reforços. Só você tomando o esquema completo que você vai fazer com que o organismo,  a medida de cada vacina que você toma, vai aumentando a eficácia contra a doença.”

LOC/REPÓRTER:  A coordenadora do programa nacional de imunização do Ministério da Saúde, Carla Domingues, explicou também que quem perder a caderneta de vacinação deve voltar ao posto de saúde onde costuma vacinar a criança para refazer o documento. Para conhecer o ciclo completo da vacinação infantil basta procurar um posto de saúde ou acessar o endereço www.saude.gov.br/svs. Todas as vacinas são aplicadas de graça pelo Sistema Único de Saúde, o SUS.